Internacional

Rússia desenvolve primeira vacina contra o novo coronavírus para animais

De acordo com a Rússia, os testes indicam que a imunidade dura seis meses depois da vacinação, contudo, estes parâmetros vão continuar a ser avaliados.

Foi criada a primeira vacina do mundo contra a covid-19 para animais, anunciou, esta quarta-feira, o Serviço Federal de Vigilância Veterinária e Fitossanitária da Rússia Rosselkhoznadzor.

A vacina chama-se Carnivac-Cov e, segundo os serviços russos, começou a ser testada nos ensaios clínicos em outubro de 2020. Foram realizados testes em “cães, gatos, raposas, visons e outros animais", explicaram os responsáveis do Rosselkhoznadzor.

"Os resultados dos ensaios permitem-nos concluir que a vacina é segura e altamente imunogénica, uma vez que os animais vacinados desenvolveram anticorpos contra o coronavírus em 100% dos casos", afirmou o líder do Serviço Federal de Vigilância Veterinária e Fitossanitária russo, Konstantin Savenkov, citado pela agência Reuters.

De acordo com a Rússia, os testes indicam que a imunidade dura seis meses depois da vacinação, contudo estes parâmetros vão continuar a ser avaliados.

Está previsto que a Carnivac-Cov comece a ser produzida em massa já em abril.

De realçar que a Rússia já desenvolveu três vacinas contra o novo coronavírus para os seres humanos: a mais conhecida Sputnik V, a EpiVacCorona e a CoviVac, que receberam aprovações para casos de emergência.