Sociedade

Plano de desconfinamento mantém-se. Novas medidas entram em vigor na segunda-feira

O Governo revelou esta quinta-feira que a segunda fase do plano de desconfinamento vai avançar. A partir da próxima segunda-feira as esplanadas vão reabrir, o 2. e 3.º ciclos voltam às aulas e os museus também voltam a abrir portas. Contudo, as escolas de condução continuam fechadas e os hotéis continuam sem poder abrir as piscinas ao público. Costa pede que se mantenham os esforços. 


O primeiro-ministro, António Costa, falou ao país, esta quinta-feira, depois do Conselho de Ministros, e confirmou que o próximo passo previsto no plano de desconfinamento vai avançar.

"Claramente, mantemo-nos no quadrante verde da nossa matriz”, indicou. 

Contudo, ao contrário da incidência, o chefe do Governo lembrou que o Rt (ìndice de transmissibilidade) tem estado a aumentar e "está numa zona próxima do amarelo".

Embora a segunda fase do plano de desconfinamento vá avançar de igual forma em todo o país, o primeiro-ministro alertou para o facto de, no futuro, haver concelhos onde o desconfinamento poderá não seguir as mesmas regras. 

“Como enunciámos há 15 dias esta avaliação deve ter em conta a situação diferenciada no conjunto do país”, disse, revelando depois que há um “total 19 concelhos que estão acima do limiar de risco (120 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias)” e que, por isso, merecerão medidas especiais de controlo. Caso a situação não melhore, o desconfinamento previsto para a terceira e próxima fase será adiado. De 15 em 15 dias será feita uma avaliação.

Assim, o primeiro-ministro pediu que os portugueses evitem o tradicional almoço de Páscoa e outros convívios desta época e apelou ao uso de máscara, nomeadamente nas esplanadas que se preparam para reabrir. 

Costa destacou que "só a Islândia tem melhores resultados do que os de Portugal”, mas pediu que o esforço se mantenha. “É fruto do sacrifício dos portugueses. Mas esse orgulho deve ser convertido em força motivadora para continuarmos a manter o esforço para que não tenhamos de ficar a marcar passo ou regredir", disse.

Na mesma conferência de imprensa, o líder do Executivo socialista adiantou que se mantém o controlo fronteiriço como até agora, mas que Portugal irá facilitar as relações com “países que tiveram terceira vaga mais cedo”, como o Reino Unido, e que serão levantadas as restrições a voos do Brasil, com testes e quarentena. 

De e para as regiões autónomas não está prevista qualquer "restrição de circulação". Já aproibição de circulação entre concelhos chegará ao fim depois da Páscoa.

Por outro lado, o futebol e grandes eventos continuam sem público, as escolas de condução vão permanecer fechadas e os hotéis vão continuar sem restauração e piscinas.

António Costa não se compromete com mais medidas para depois de abril e pede que nos concentremos "em cumprir o programa que está definido. Passo a passo”. 

Desta forma, a partir de segunda-feira está prevista a reabertura de: 

- 2.º e 3.º ciclos (e ATLs para estas idades);
- Equipamentos sociais na área da deficiência;
- Museus, monumentos, palácios, galerias de arte e similares;
- Lojas até 200m2 com porta para a rua;
- Feiras e mercados não alimentares (por decisão municipal);
- Esplanadas (máximo de 4 pessoas), com serviço de almoço e jantares;
- Modalidades desportivas de baixo risco;
- Atividade física ao ar livre até 4 pessoas e ginásios sem aulas de grupo.