Cultura

Festival de Glastonbury regressa em edição online com cinco horas de concertos em stream

Coldplay, Damon Albarn, Michael Kiwanuka e Jorja Smith são alguns dos nomes que atuarão no recinto do histórico festival inglês, na quinta Worthy Farm.  A emissão terá lugar dia 22 de Maio e será acessível às pessoas que comprarem o bilhete no valor de 23€.

Costuma acolher todos os anos mais de 200 mil pessoas que aguardam as atuações dos seus artistas preferidos, mas desde 2020 o Festival foi obrigado a fechar portas aquando da pandemia da COVID-19. Este ano, o festival volta a não se realizar com a normalidade pretendida, porém a organização anunciou uma edição alternativa do festival, com uma transmissão de gravações de concertos online e ao vivo ao longo de cinco horas. Os bilhetes já estão à venda e o acesso ao stream custa 23 euros.

A edição digital do festival está agendada para 22 de maio, com um livestream mundial de concertos de artistas como Coldplay, Jorja Smith,Haim, Damon Albarn,Idles, Kano, Wolf Alice, Michael Kiwanuka e DJ Honey Dijon. A hora de começo está apontada para as 19h portuguesas e a sua realização está sob responsabilidade do cineasta Paul Dugdale.

A transmissão será feita a partir da quinta que historicamente acolhe os concertos do Glastonbury chamada “Worthy Farm”, situada no vale de Somerset, no Reino Unido. É ali que são montados os palcos do festival, como o Pyramid Field e o Stone Circle e a organização já publicou um trailer oficial onde se podem observar os cenários a partir dos quais os concertos serão transmitidos.

O objetivo é que os espectadores possam ter a experiência do festival, mesmo que em formato digital. A promotora portuguesa foi informada de que a produção será "interrupta" e “realizada como se de um filme se tratasse”. Os espectadores serão ainda presenteados com várias performances-surpresa. Entre atuações, alguns convidados surpresa guiarão os espectadores pela história do vale no Somerset em que o festival decorre.

As receitas da transmissão reverterão para três instituições de solidariedade associadas a Glastonbury, Oxfam, Greenpeace e WaterAid e servirão também para o financiamento da já anunciada edição de regresso em 2022.

A organização explica, no site oficial do evento, que os espectadores que comprarem bilhete receberão um e-mail sete dias antes do evento com o respectivo link que dará acesso às transmissões do festival. Esse link não é partilhável e não será possível ser visto em mais do que um dispositivo em simultâneo, podendo ser acedido a partir de computador, telemóvel, tablet ou até Play Station, X Box e Smart TV.

É recomendável que os portadores de bilhetes assistam às transmissões em tempo real e em direto, pois por razões técnicas é pouco provável que se possa puxar o stream para trás. Também não deverá ser possível parar a transmissão e retomar no mesmo ponto, ao longo do livestream.

Foram dadas ainda algumas sugestões adicionais da organização, deixadas no site oficial: “Recomendamos que verifiquem se o vosso router de WiFi está a funcionar de forma correta e se conseguem ligar-se bem à internet. A parte disso, não se esqueçam de pôr umas bebidas no frigorífico e encomendar aquela pizza…”.