Sociedade

Mulher agredida com martelo por não aceitar fim do relacionamento

A vítima estava dentro de uma viatura, quando o detido a agrediu com o martelo. 

Um homem de 34 anos foi detido pela Divisão Policial de Sintra, nesta terça-feira, por estar indiciado pela prática do crime de violência doméstica.

Segundo o comunicado do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP (Cometlis), o suspeito agrediu a vítima por esta não aceitar o fim do relacionamento.

"Aproveitando o facto de a vítima se encontrar dentro da viatura, agrediu-a com um martelo, tendo ainda partido os vidros da porta lateral do condutor e o vidro para brisas", contou o Cometlis. Os episódios de violência eram recorrentes, sendo que, passado alguns dias, o agressor voltou a agredir a mulher.

O suspeito de 34 anos "dirigiu-se a casa da vítima, tocou à campainha tapando o óculo". Ao pensar que era uma vizinha, a vítima abriu a porta, tendo sido agredida e também ameaçada de morte.

A mulher "conseguiu fugir e trancar-se no seu quarto e ligar para a Polícia, sendo que o suspeito ao aperceber-se desse telefonema fugiu do local", indicou a nota da PSP.

O detido esteve presente para primeiro Interrogatório Judicial, no Tribunal Judicial da Comarca de Sintra, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação mais pesada de prisão preventiva, referiu a autoridade.