Desporto

Equipa do Valência abandona campo após alegado insulto racista

Uma discussão entre Cala e Diakhaby causou o caos em campo, que acabou com o Valência a deixar o relvado.

A partida entre o Cádiz e o Valência foi interrompida por uma alegada situação de racismo entre Juan Cala e Mouctar Diakhaby, queixando-se o jogador francês de ter sido alvo de um insulto racista por parte do jogador do Cádiz.

Aos 33 minutos de jogo, os ânimos aqueceram no relvado, e Diakhaby mostrou-se desagradado com um comentário de Cala. Após explicar a situação ao árbitro da partida, o francês acabou por ver o cartão amarelo, e decidiu deixar o relvado, seguindo-se o restante plantel do Valência. 

O Cádiz manteve-se em campo, mas a equipa da casa acabou também por recolher para os balneários. Passados 15 minutos de suspensão, no entanto, o árbitro da partida deu cinco minutos de aquecimento e retomou a partida, que, ainda assim, não contou com a presença de Mouctar Diakhaby, que foi substituido por Guillamón.

No seguimento da polémica, o Valência partiu ainda para as redes sociais, onde deixou uma mensagem contra o racismo.