Sociedade

150 mil professores e funcionários testados esta semana

Os profissionais vacinados vão também ser testados.

Cerca de 150 mil trabalhadores docentes e não docentes de “estabelecimentos de educação e ensino do setor público e do setor privado” vão esta semana ser alvo de testes para despistar o vírus da SARS-Cov-2. De acordo com um comunicado do Ministério da Educação, “todos os docentes e não docentes vacinados deverão ser igualmente testados”. Desde janeiro, outros 150 mil profissionais já foram alvo de testes antigénicos.

De acordo com o Ministério, esta trata-se da II fase da “Estratégia Nacional de Testes” para a despistar a SARS-Cov-2 e “estas informações foram já remetidas às escolas”. A ação abrange “todos os trabalhadores de Atividades de Animação e de Apoio à Família (AAAF), Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC) e Componente de Apoio à Família (CAF) no 1.º ciclo do ensino básico (CAF1)” nos concelhos cuja taxa de incidência é superior a 120 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, visitam hoje a Escola Básica Francisco Arruda, em Lisboa, para acompanhar o processo de reabertura do espaço escolar e a testagem.

Tiago Brandão Rodrigues desloca-se ao Centro Escolar de Carvoeira, em Ourém, para proceder à sua inauguração, após investimento “superior a 1,8 milhões de euros” num “edifício” que “dá resposta a cerca de 200 crianças da educação pré-escolar e do 1.º ciclo do ensino básico”. O arranque do processo de testagem coincide com o ínicio do terceiro período letivo e com a retoma das atividades presenciais dos 2.º e 3.º ciclo.