Internacional

Aplicação TikTok multada em 29 mil euros por tribunal russo

Em causa está o facto de a rede social não ter eliminado informações sobre os protestos contra a prisão do opositor russo Alexei Navalny.

Um tribunal de Moscovo, na Rússia, condenou, esta terça-feira, a rede social TikTok a uma multa de 2,6 milhões de rublos, cerca de 29 mil euros. A aplicação chinesa foi considerada culpada de infração administrativa por não ter eliminado informações sobre os protestos contra a prisão do opositor russo Alexei Navalny.

Segundo a agência de notícias Interfax, a justiça russa considera que os vídeos exortavam os utilizadores, na maioria jovens e adolescentes, a participar nos "protestos não autorizados".

A sentença surge no mesmo dia em que o tribunal deveria analisar duas infrações semelhantes contra a rede social russa Telegram, mas a audiência foi adiada. Segundo as autoridades russas, irão também ser aplicadas multas à VKontakte e Odnoklassniki, ao Facebook, Twitter e YouTube.

O regulador de comunicações russo já tinha sancionado o portal Mail.ru em quatro milhões de rublos, cerca de 44.435 euros, por não ter eliminado conteúdo proibido na rede social Odnoklassniki e o Twitter em cerca de nove milhões de rublos, aproximadamente 100 mil euros.