Internacional

Variante britânica do SARS-CoV-2 predomina nos Estados Unidos

O estado da Florida é o mais afetado pela variante britânica: pelo menos 3.192 casos registados.

A variante britânica do vírus SARS-CoV-2, localmente conhecida como variante de Kent, predomina nos casos registados nos Estados Unidos da América. Além desta estirpe, mais contagiosa, o país detetou também as originalmente identificadas no Brasil e na África do Sul.

"As nossas últimas estimativas indicam que a variante B.1.1.7 é agora a variante [do vírus] mais comum que circula nos Estados Unidos", afirmou a diretora Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), Rochelle Walensky. 

Segundo o CDC, a mutação já foi registada em todos os estados do país e o número de casos confirmados supera os 16 mil. Foram também registados 386 contágios da variante sul-africana, em 36 estados, e 356 da brasileira, em 25 estados.

O estado da Florida é o mais afetado pela variante britânica: pelo menos 3.192 casos registados. Segue-se o Michigan, com 1.649.