Sociedade

Guterres: Morte de Jorge Coelho é "uma grande perda para o país"

"Saber que ele morreu é algo que, sinceramente, nem consigo aceitar", afirma.


António Guterres, que liderou os dois governos em que Jorge Coelho foi ministro, afirmou que a sua morte é "uma grande perda para o país" e que o antigo dirigente do Partido Socialista era "a alegria de viver".

"O Jorge Coelho era a alegria de viver, um homem de entusiasmo, de uma força interior, era a personificação da vida. Saber que ele morreu é algo que, sinceramente, nem consigo aceitar", disse à SIC Notícias. "É uma grande perda para o país".

O secretário-geral das Nações Unidas revela que Jorge Coelho foi sempre o seu "braço direito" e que "esteve sempre" do seu lado, "nos momentos bons e nos momentos difíceis".