Cultura

Feira do Livro de Lisboa realiza-se entre 26 de agosto e 12 de setembro

No mês de agosto e setembro, durante 18 dias, os livros vão voltar a ser os protagonistas da paisagem do Parque Eduardo VII, através de centenas de marcas editoriais. O principal objetivo é promover o livro e os hábitos de leitura atraindo visitantes de todo o país promovendo uma "intensa programação para toda a família".


Esta é a 92.ª edição da Feira do Livro de Lisboa e vai realizar-se entre 26 de agosto e 12 de setembro, no Parque Eduardo VII. O anúncio foi feito dia 9 de abril pela Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL).

Pelo segundo ano consecutivo, a Feira do Livro de Lisboa é adiada para o final de agosto e princípio de setembro, devido às medidas de contenção adotadas aquando da situação pandémica vigente. Já em 2020, a Feira do Livro de Lisboa, que decorre, normalmente, entre os meses de maio e junho, realizou-se pela primeira vez entre os dias 27 de agosto e 13 de setembro.

Segundo a APEL em comunicado à Lusa, o planeamento do evento possuirá “um cenário muito idêntico ao da edição passada” em consequência das condicionantes impostas pela situação pandémica que vivemos. Contudo, “apesar da situação atípica que se vive, a organização da Feira do Livro de Lisboa irá colocar em marcha todas as medidas necessárias para garantir a segurança dos participantes e visitantes”, acrescenta.

"Certos de que este é um processo evolutivo, será mantido o diálogo com as entidades competentes e oportunamente o Plano de Contingência que irá regular a 91.ª Feira do Livro de Lisboa será comunicado, podendo o mesmo sofrer as atualizações necessárias para se adequar às circunstâncias/legislação vigentes no momento", conta a APEL.

A associação responsável pela organização da feira, em articulação com a Câmara Municipal de Lisboa, admite acreditar que a pandemia evolua de forma favorável e que as medidas possam ser aligeiradas face à edição de 2020.