Sociedade

Militar da GNR de férias salva mulher presa em carro que caiu ao rio Mondego

Vítima, de 56 anos, estava "presa no interior" da viatura. 

GNR
GNR

Um militar da GNR, que se encontrava de férias, salvou uma mulher, que ficou presa no interior de um carro que caiu ao rio Mondego, em Nelas, na sequência de um despiste, esta sexta-feira.

"O militar deslocava-se na Estrada Nacional 231 quando, ao chegar à ponte sobre o rio Mondego em Póvoa de Luzianes, constatou que o gradeamento lateral da ponte fora derrubado e que um veículo se encontrava dentro da água", revelou, em comunicado, a força de segurança, acrescentando que o militar, que estava de férias, desceu à margem do rio e verificou que no interior do veículo se encontrava uma mulher, "muito perturbada e aos gritos".

"O militar, sem hesitação e munido de uma corda, atirou-se à água e nadou até à viatura com o auxílio de três populares que ali se encontravam", lê-se. "Quando chegou junto da viatura, o militar constatou que a mulher ainda se encontrava consciente e, com o auxílio de populares que lhe facultaram uma segunda corda, retirou-a para fora do veículo, transportando-a em segurança a nado até à margem do rio", acrescenta a mesma nota.

A mulher foi assistida no local por um socorrista da Cruz Vermelha de Seia e depois por um medico que também estava de "passagem". A vítima acabou "por ser transportada pelos Bombeiros Voluntários de Nelas a uma unidade hospitalar para observação", informa a GNR, que destaca que destaca que a ação do militar "foi providencial para que tivesse sido possível salvar uma vida humana".