Internacional

Comissão Europeia não vai renovar contratos com AstraZeneca e Johnson & Johnson

Segundo o jornal italiano, a Comissão Europeia vai focar-se nas vacinas contra a covid-19 que utilizam a tecnologia de “RNA mensageiro” (mRNA), como as vacinas produzidas pela Pfizer e Moderna.


A Comissão Europeia não vai renovar os contratos com as farmacêuticas AstraZeneca e Johnson & Johnson para o próximo ano, escreve o jornal italiano La Stampa, que cita uma fonte do Ministério da Saúde de Itália.

"A Comissão Europeia, em acordo com os líderes de muitos estados-membros, decidiu que os contratos com as empresas que produzem vacinas válidos para o ano em curso, não serão renovados no seu termo", noticiou o jornal esta quarta-feira.

De acordo com La Stampa, Bruxelas vai focar-se nas vacinas contra a covid-19 que utilizam a tecnologia de “RNA mensageiro” (mRNA), como as vacinas produzidas pela Pfizer e Moderna.

Recorde-se que, ontem, o regulador de medicamentos norte-americano (FDA) e o Centro de Controlo de Doenças (CDC) dos Estados Unidos pediram para suspender temporariamente a administração do fármaco Janssen da Johnson & Johnson, após terem sido detetados seis casos de coágulos sanguíneos em pessoas que tomaram esta vacina.

A Comissão Europeia já pediu esclarecimentos à farmacêutica norte-americana sobre o anúncio inesperado da empresa sobre os atrasos nas entregas da vacina à União Europeia, avançou a agência Reuters, na terça-feira.