Sociedade

Faturas de energia aumentam durante a pandemia, segundo a DECO

Há famílias que “receberam faturas de eletricidade de 200€ para um mês de consumo, quando o valor médio que costumavam pagar seria de 80€”. 

As faturas de energia aumentaram durante a pandemia e, só no primeiro trimestre de 2021, os pedidos de ajuda recebidos na DECO sobre a faturação de energia aumentaram 61%, face ao período homólogo. Há casos em que a fatura da eletricidade aumentou de 80€ para 200€.

“Este ano o inverno foi muito frio e as necessidades de consumo de energia foram superiores devido às medidas de confinamento. Só em janeiro, o consumo doméstico de eletricidade aumentou 31% face ao mesmo mês de 2020”, lê-se num comunicado, esta quinta-feira divulgado.

Segundo a associação, há famílias que “receberam faturas de eletricidade de 200€ para um mês de consumo, quando o valor médio que costumavam pagar seria de 80€”. Tal aumento deve-se sobretudo à utilização de soluções de aquecimento menos eficientes que gastam muita energia.

A DECO recorda também o apoio extraordinário do Governo sobre a fatura de eletricidade – uma redução de 10% da tarifa – mas considera que, “apesar de ser meritório, é um apoio diminuto face ao aumento de consumo verificado”.