Sociedade

Preventiva para homem que geria casa de prostituição em Benfica a partir do distrito do Porto

Homem geria casa de prostituição com recurso a um sistema de videovigilância. 


A PSP deteve um homem, de 51 anos, na Póvoa de Varzim, por suspeitas de lenocínio. Depois de presente a primeiro interrogatório judicial, o suspeito ficou em prisão preventiva. 

O homem, residente no Norte do país, geria uma casa de prostituição na zona de Benfica, em Lisboa, com recurso a um sistema de videovigilância e com a colaboração de uma das mulheres, a quem dava indicações sobre as práticas a adotar.

Em comunicado, a força de segurança explica que a detenção ocorreu após vários meses de investigação. Os agentes da Divisão de Investigação Criminal da PSP apuraram que o homem angariava mulheres para se prostituírem nessa casa, que era por si gerida.  

O esquema permitiu ao suspeito "receber enormes dividendos monetários, alguns dos quais eram utilizados para pagar às suas colaboradoras".

A PSP realizou quatro buscas domiciliárias, uma em Lisboa e três no distrito do Porto, tendo sido apreendidos 2.880 euros que se suspeitam ser da comissão que as mulheres entregavam ao suspeito, vários telemóveis e outros objetos com importância probatória para a investigação.

O homem foi presente a primeiro interrogatório judicial em Lisboa, tendo ficado em prisão preventiva.