Sociedade

Infarmed suspende venda de um lote do anti-inflamatório Nimesulida

Suspensão ocorreu após a empresa Generis Farmacêutica decidir recolher voluntariamente um lote do fármaco. 


A Autoridade Nacional do Medicamento – Infarmed ordenou a suspensão, esta quinta-feira, da venda de um lote do anti-inflamatório Nimesulida Labesfal, usado para o tratamento da dor aguda.

Segundo revela o Infarmed, em comunicado, em causa está o lote n.º 18R4061, com a validade 10/2021, do medicamento Nimesulida Labesfal 100 mg, comprimido, com o número de registo 5782396. A empresa Generis Farmacêutica decidiu recolher voluntariamente o fármaco após “ter sido detetado um resultado fora de especificação num estudo de estabilidade ‘ongoing’, no parâmetro dissolução”.

Face a esta decisão, o Infarmed a suspensão imediata da comercialização deste lote e apelou às entidades que o tenham em stock para não vender, dispensar ou administrar o medicamento e proceder à sua devolução.

Já os doentes que estejam a utilizar medicamentos pertencentes a este lote não devem interromper o tratamento e, “logo que possível”, devem contactar o médico para substituir por outro lote ou um medicamento alternativo.

A Nimesulida é um medicamento sujeito a receita médica e é indicado como tratamento de segunda linha para dor aguda, tratamento sintomático da osteoartrite dolorosa e dismenorreia primária.