Internacional

França vai aliviar "progressivamente" as restrições para viagens na Europa e nos EUA no início de maio

A vontade de retomar as viagens internacionais aparece num momento em que França estabilizou os números de novos casos, mortes e internamentos por covid-19 em níveis muito elevados.


França vai levantar progressivamente as restrições de viagens “no início de maio”, afirmou o Presidente francês, Emmanuel Macron. De notar que o número de doentes hospitalizados está há várias semanas acima dos 30 mil.

Emmanuel Macron anunciou esta medida numa entrevista à cadeia de televisão americana CBS, divulgada no domingo ao final do dia.

"Vamos aliviar progressivamente as restrições no início de maio para os cidadãos franceses e europeus, mas também para os cidadãos americanos", indicou o chefe de Estado francês.

Já quem vier de países como Brasil, Argentina, Chile ou África do Sul e desrespeitar a quarentena obrigatória poderá pagar uma multa de 1.500 euros. Este valor pode ir até aos 3 mil euros em caso de reincidência.

A vontade de retomar as viagens internacionais aparece num momento em que França estabilizou os números de novos casos, mortes e internamentos por covid-19 em níveis muito elevados.

Segundo os dados revelados hoje pelas autoridades sanitárias do país, 30.789 pessoas estão internadas, mais 460 em relação a domingo e, dos quais 5.893 estão nos cuidados intensivos.

No domingo foram reportados 29.344 novos casos de covid-19, elevando o total de casos confirmados para 5.289.526 desde o início da pandemia.