Internacional

Homem que matou, desmembrou e comeu partes do corpo da mãe começa a ser julgado esta terça-feira

Suspeito comeu restos mortais e partilhou com o seu cão.


Alberto Sánchez Gómez, que ficou conhecido como o Canibal de Ventas, começa a ser julgado, esta terça-feira, no Tribunal Provincial de Madrid, Espanha, pelo homicídio da mãe.

O homem, de 28 anos, foi detido em fevereiro de 2019, em Madrid, depois de uma amiga da vítima denunciar que não via a mulher há cerca de um mês. As autoridades acabaram por encontrar o corpo de María Soledad Gómez esquartejado e espalhado pela casa onde vivia e num congelador. A mulher já tinha denunciado o filho 12 vezes por violência doméstica.

Segundo a acusação, depois de matar a mãe, Alberto Goméz, na altura com 26 anos, desmembrou o cadáver, com um serrote e duas facas de cozinha, e comeu partes do mesmo, juntamente com o seu cão.

Antes do homicídio, o suspeito terá discutido com a mulher, estrangulando-a até à morte.

O homem guardou o corpo em recipientes de plásticos espalhados pela casa e no congelador. A polícia encontrou ainda restos do corpo no lixo comum do edifício onde se localizava a casa. O arguido confessou na altura que guardava os restos mortais para comer.

A acusação pede uma pena de prisão de 15 anos pelo homicídio, cinco meses por profanação de cadáver, bem como uma indemnização ao irmão mais velho.