Desporto

FIFA "desaprova" nova Superliga Europeia

O presidente da FIFA falou num congresso da UEFA e apontou o dedo ao novo superprojeto do futebol europeu.

"Ontem, lemos coisas sobre guerra e crime sobre o desporto que todos amamos. Estou a falar desse projeto da Superliga europeia. Quero ser extremamente claro. A FIFA é uma organização assente nos verdadeiros valores do desporto. Só podemos desaprovar fortemente a Superliga Europeia, que é uma loja fechada, uma fuga das atuais instituições”, começou por referir Gianni Infantino, enquanto discursava num congresso organizado pela UEFA. O tema do assunto foi, claro, a nova Superliga Europeia, e o dirigente da FIFA não poupou nas críticas. “Não haja dúvidas da desaprovação da FIFA", garantiu.

“Esses 12 clubes são responsáveis pelas suas decisões. Criaram uma competição fechada que vai contra as instituições atuais. Não podem agora ficar a meio caminho, terão de viver com as consequências das suas escolhas. Mas há que respeitar as instituições, a UEFA, a FIFA, a história. Entendo que a situação está difícil para os clubes com a pandemia, mas todos devemos tentar superar as dificuldades juntos”, concluiu o presidente da FIFA.

A nova competição europeia tem como clubes fundadores o Milan, Inter, Juventus, Arsenal, Liverpool, Chelsea, Manchester City, Manchester United, Tottenham, Atlético Madrid, Barcelona e Real Madrid, e não conta, para já, com o apoio dos clubes alemães e franceses.