Vida

Antigo mordomo de Diana diz que Harry é um "homem destroçado"

Harry deverá estar a sentir o seu “coração dividido entre dois lados do Atlântico”. 

Paul Burrell, que foi mordomo da princesa Diana, afirmou que o filho mais novo de Lady Di é “um homem destroçado” e que precisará do apoio da mulher, Meghan Markle, quando regressar aos Estados Unidos.

Burrell considera que a viagem de Harry ao Reino Unido, para o funeral do avô, fez com o que príncipe percebesse o quão dividido se sentia entre a sua antiga e a nova vida.

“O mundo do Harry desabou quando ele deixou o Reino Unido e mudou-se para a Califórnia no ano passado, e agora está a sofrer as consequências. E em circunstâncias tão devastadoras - para assinalar a morte do avô”, afirmou o antigo mordomo, em declarações à revista britânica Closer.

“Voltar ao Reino Unido, ver a família - a família que ele criticou - é extremamente difícil. Ver a sua adorada avó, a Rainha, e encarar o pai e o irmão não terá sido fácil", considerou.

“A capela, a mesma onde casou com a Meghan há quase três anos em circunstâncias muito diferentes, deve ter despertado emoções dolorosas para ele. Ele sentirá muito o impacto da sua decisão até regressar a casa”, disse ainda, sublinhando que Harry deverá estar a sentir o seu “coração dividido entre dois lados do Atlântico”.