Politica

Recandidatura de Valdemar Alves a Pedrógão Grande chumbada pela Distrital do PS

Federação Distrital vai agora conversar com a Direção Nacional do PS. 

A Federação Distrital de Leiria do PS chumbou a recandidatura de Valdemar Alves à Câmara de Pedrógão Grande, revelou o líder do organismo, Walter Chicharro, citado pela agência Lusa.

Segundo a mesma fonte, embora o voto seja secreto, “houve uma votação taco a taco”, tendo o nome de Valdemar Alves, atual presidente da autarquia de Pedrógão Grande, sido recusado por uma diferença de “quatro votos”.

"O presidente da Federação irá agora conversar com a Direção Nacional do PS para chegar a um entendimento e ver como se resolve a situação", adiantou, lembrando que há uma premissa da estrutura nacional que autoriza todas as recandidaturas do PS.

De realçar que a recandidatura de Valdemar Alves foi aprovada na concelhia do PS de Pedrógão Grande.

Segundo a mesma agência noticiosa, outra fonte do PS disse que o chumbo está relacionado com a “postura” de Valdemar Alves relativamente aos processos em que é arguido, nomeadamente no caso da reconstrução de segundas habitações danificadas após o incêndio de Pedrógão Grande, em 2017, e no processo da morte de 66 pessoas no fogo.

"Ao contrário dos outros autarcas de Figueiró dos Vinhos e de Castanheira de Pera, Valdemar Alves não assumiu a sua culpa enquanto presidente da Câmara", disse a fonte socialista.