Desporto

Lewis Hamilton desabafa sobre inseguranças: "Há dias em que odeio o meu corpo"

Piloto falta sobre falta de motivação e problemas de autoestima. 

Lewis Hamilton usou as redes sociais para falar abertamente sobre autoestima e saúde mental. O piloto britânico, sete vezes campeão mundial de F1, confessou que nem sempre se sente bem consigo próprio e que costuma ser muito crítico com a aparência do seu corpo.

“Sempre fui aquele rapaz magro. Em parte por causa do meu trabalho, mas principalmente por causa de orientações erradas sobre dieta, treino, falta de determinados exercícios e sono ruim”, começou por escrever na legenda de uma publicação partilhada no Instagram.

“Treinar é uma luta para mim, sempre foi. Há dias em que simplesmente não tenho motivação, dias em que odeio o meu corpo, dias em que me sinto gordo ou muito magro. O meu peso oscila muito, para cima e para baixo, 2 ou 3 quilos por semana, dependendo do sono, da água e do treino", explicou.

Para o britânico, de 36 anos, uma boa alimentação é o mais importante, aliada à prática de exercício físico.

“Manter a consistência é fundamental, mas o mais importante de tudo é comer bem. Isso também não é fácil, como sabem, mas temos de continuar a tentar”, sublinhou na mesma publicação, em que mostra imagens do seu corpo.

“Este sou eu depois de uma boa sessão esta manhã. Lembra-te que praticar exercício físico liberta endorfinas que ajudam a começar o dia positivamente, então se fores como eu e tiveres problemas com a saúde mental, o exercício é um grande fator para ajudar”, rematou.