Sociedade

Recuperados há mais de seis meses vacinados a partir do final de maio

Disponibilidade de vacinas limitada não deu prioridade a quem teve a doença e recuperou.


Quem recuperou da covid-19 há mais de seis meses começará a ser vacinado no final de maio, depois da vacinação das pessoas com mais de 60 anos, anunciou a diretora-geral da Saúde.

Em conferência de imprensa, esta quarta-feira, Graça Freitas afirmou que as pessoas que recuperaram da doença “nunca foram esquecidas”, mas que a escassez de vacinas levou as autoridades a tomar a opção de não as vacinar.

“Foi uma opção, tendo em conta a escassez de vacinas, não administrar vacinas a pessoas já com alguma imunidade natural [da infeção] quando tínhamos população sem qualquer imunidade”, lembrou.

Contudo, após estarem vacinadas as pessoas com mais de 60 anos, o que deverá acontecer no final de maio, serão vacinados os recuperados que tenham tido a doença há mais de seis meses.

Recorde-se que a norma da DGS determina que “enquanto a disponibilidade das vacinas for limitada, designadamente na Fase 1, a vacinação é priorizada para quem mais dela beneficia”, não devendo ser dada prioridade a quem já teve a doença e recuperou.