Sociedade

Pai de Valentina vai recorrer de sentença de 25 anos de prisão

Sandro Bernardo foi condenado a 22 anos pelo homicídio qualificado, 18 meses de prisão pela profanação de cadáver, 9 meses de prisão pelo abuso e simulação de perigo e três anos pelo crime de violência doméstica.


Sandro Bernardo, pai de Valentina, condenado na quarta-feira a 25 anos de prisão pelos crimes de homicídio qualificado, profanação de cadáver e violência doméstica, vai recorrer da decisão do tribunal.

A informação foi confirmada pelo advogado de Sandro Bernardo à TVI 24, que avança que o recurso será apresentado nos próximos dias.

Sandro Bernardo foi condenado a 22 anos pelo homicídio qualificado, 18 meses de prisão pela profanação de cadáver, 9 meses de prisão pelo abuso e simulação de perigo e três anos pelo crime de violência doméstica.

Já a madrasta, Márcia, foi condenada a 18 anos e nove meses, pelos crimes de homicídio qualificado por omissão e também por profanação de cadáver.

Recorde-se que Valentina foi encontrada morta, em maio de 2020, em Autoguia da Baleia, no concelho de Peniche, alegadamente vítima de violência doméstica. Tinha nove anos.