Internacional

EMA reitera: Riscos da AstraZeneca superam os riscos "em adultos de todas as idades"

O regulador sublinhou ainda que “os dados disponíveis apoiam que se dê a segunda dose da vacina da Vaxzevria entre quatro e 12 semanas depois da primeira”.

A Agência Europeia do Medicamento (EMA, na sigla em inglês) anunciou, esta sexta-feira, que confia na segunda dose da vacina da AstraZeneca contra a covid-19, agora conhecida como Vaxzevria.

Na segunda avaliação dos efeitos da vacina, a EMA reiterou que os benefícios "superam os riscos em adultos de todas as idades". No entanto, admite que "casos muito raros de coágulos sanguíneos associados a plaquetas sanguíneas baixas ocorreram após a vacinação".

A notícia foi avançada por Noël Wathion, subdiretor da Agência Europeia do Medicamento, durante uma conferência de imprensa. O responsável sublinhou ainda que “os dados disponíveis apoiam que se dê a segunda dose da vacina da Vaxzevria entre quatro e 12 semanas depois da primeira”.

“Os dados não apoiam atrasar ou evitar uma segunda dose”, disse.