Internacional

Bolsonaro diz que medidas de restrição são "absurdas" e ameaça colocar exército nas ruas

"Falámos disso, do que fazer no caso de se implantar um caos generalizado no Brasil por causa da fome, devido à forma cobarde como algumas pessoas querem impor essas medidas, medidas restritivas para que as pessoas fiquem dentro de casa", disse.


O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, afirmou que não hesitará em colocar as Forças Armadas na rua caso as medidas de restrição contra a covid-19 decretadas por vários governadores se tornem num “caos”. O objetivo é “garantir a ordem”.

"Se tivermos problemas, temos um plano sobre como entrar no campo (...). Eu sou o chefe supremo das Forças Armadas. O nosso Exército, as nossas Forças Armadas, se necessário, vão para as ruas", disse em entrevista à A Crítica, na sexta-feira. O chefe de Estado afirmou ainda que as medidas de restrição são quarentenas “absurdas” e “cobardes”.

"As nossas Forças Armadas podem ir para as ruas, dentro das quatro linhas da Constituição, para fazer cumprir o quinto artigo" da Carta Magna, que se refere às liberdades individuais, explicou.

"Falámos disso, do que fazer no caso de se implantar um caos generalizado no Brasil por causa da fome, devido à forma cobarde como algumas pessoas querem impor essas medidas, medidas restritivas para que as pessoas fiquem dentro de casa", disse.