Sociedade

Desde agosto que Portugal não tinha um dia sem óbitos por covid-19. Incidência desce mas Rt aumenta ligeiramente

O país mantém-se na zona verde da matriz de risco. No dia em que não houve óbitos por covid-19, o número de internados voltou a aumentar. 

Pela primeira vez em 2021, Portugal não registou qualquer morte associada à covid-19 no espaço de 24 horas. O país não tinha um dia sem óbitos causados pela doença desde o dia 3 de agosto. Os dados divulgados pelo boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde, esta segunda-feira, revelam ainda que foram diagnosticados 196 novos casos de infeção. Assim, o número de vítimas mortais desde o início da pandemia mantém-se inalterado face a ontem (16.965) e o número de infetados subiu para 834.638.

O Norte voltou a ser a região com mais novos casos registados: foram reportados 84 contágios nas últimas 24 horas. Segue-se Lisboa e Vale do Tejo com 40, o Algarve com 15, o Centro com 10 e o Alentejo com quatro. Nos arquipélagos dos Açores e da Madeira há 14 e 19 novas infeções, respetivamente.

O número de internados devido à doença aumentou novamente e há agora 365 pessoas com sintomas da covid-19 nos hospitais portugueses, mais 17 do que ontem. Destes, 91 estão em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), menos sete face ao último balanço.

Por outro lado, 326 pessoas recuperaram da doença, elevando o total de recuperados desde o início da pandemia para 793.011.

Há agora 24.661 casos ativos de covid-19 no país, menos 130 do que ontem, e as autoridades de saúde têm 24.811 contactos em vigilância.

O boletim de hoje traz uma atualização da incidência e do índice de transmissibilidade R(t) no país.

A incidência nacional desceu ligeiramente para 70,4 casos de infeção por 100 mil habitantes. Na última atualização, feita no dia 23 de abril, era de 72,1 casos por 100 mil habitantes. Quando considerado apenas o território continental, a incidência é de 67,3 casos de infeção por 100 mil habitantes e era de 68,3.

Já o R(t) nacional subiu ligeiramente de 0,98 para 0,99. Quando considerado apenas o território continental, o R(t) é de 1,00 e era 0,99.

Veja aqui o boletim na íntegra.