Sociedade

NRP Setúbal atravessa a linha do Equador e assegura tradição da Marinha Portuguesa

Esta é “uma tradição enraizada em várias Marinhas, simbolizando a bravura daqueles que, a navegar, passam entre hemisférios".


Uma das tradições mais marcantes dos marinheiros portugueses é a passagem do hemisfério Norte para o Sul, ao atravessar a linha do Equador.

Este foi mais um marco alcançado pelo Navio da República Portuguesa (NRP) de Setúbal, considerado “uma tradição enraizada em várias Marinhas, simbolizando a bravura daqueles que, a navegar, passam entre hemisférios", explica a Marinha Portuguesa ao simbolizar o momento nas suas redes sociais.

Esta passagem “é marcada pela pintura, de vermelho, da buzina na proa do navio pelo comandante do navio e a praça mais moderno”, momento que foi fotografado e que ficará como recordação nas redes sociais deste ramo das Forças Armadas.

Assim, o NRP Setúbal foi o mais recente navio da Marinha Portuguesa a assegurar a tradição, sendo a sua primeira vez na passagem desta linha de latitude zero graus.