Politica

Marcelo anuncia fim do Estado de Emergência mas deixa aviso aos portugueses

“Decidi não renovar o estado de emergência”, anunciou o Presidente.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou, esta terça-feira, que decidiu não renovar o estado de emergência, que termina na sexta-feira.

"Ouvidos hoje os especialistas, os partidos e, ao longo das últimas semanas, o Governo, tudo visto e ponderado, decidi não renovar o estado de emergência", afirmou o Presidente da República, na sua declaração ao país.

Marcelo Revelo de Sousa explicou aos portugueses que para a decisão pesou "estabilização e redução do número de mortes e internados em enfermaria, cuidados intensivos, diminuição do R e da incidência".

Por outro lado, lembrou que o país não está ainda “livre de perigo, livre de covid” e que enfrenta ainda “ameaças".

"Sem estado de emergência, há que adotar todas as medidas consideradas indispensáveis para evitar retrocessos”, sublinhou, e deixou o aviso: “Se necessário for, não hesitarei em avançar com um novo estado de emergência. Portugueses, estou-vos grato por este ano e dois meses de coragem e disciplina".

A terminar, Marcelo Rebelo de Sousa agradeceu o esforço e elogiou a resistência dos portugueses. "Estou-vos grato pelo ano e dois meses de corajosa resistência. Sei que cada abertura implica mais responsabilidade e que os próximos tempos serão ainda mais exigentes. Acredito na vossa sensatez e responsabilidade. Uma luta que é de todos, e em que cada português conta e vai contar, porque cada português sabe que é Portugal".