Sociedade

Todos os óbitos por covid-19 ocorreram no Norte. Rt nacional sobe

Nas últimas 24 horas, as regiões de Lisboa e Vale do Tejo, Centro, Alentejo e Algarve não registaram qualquer morte associada à covid-19. O mesmo aconteceu nos arquipélagos. Boletim da DGS revela que a incidência desceu, mas o Rt subiu ligeiramente. 

Portugal registou três mortes devido à covid-19 e 572 novos casos de infeção. Os dados divulgados pelo boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde, esta quarta-feira, elevam para 835.563 o total de infetados no país desde o início da pandemia e para 16.973 o número de vítimas mortais.

O Norte voltou a ser a região com mais novos casos registados: foram reportados 261 contágios nas últimas 24 horas. Segue-se Lisboa e Vale do Tejo com 186, o Centro com 61, o Algarve com 31 e o Alentejo com dois. Nos arquipélagos dos Açores e da Madeira há 22 e nove novas infeções, respetivamente.

Já os três óbitos associados à doença ocorreram todos na região Norte.

O número de internados desceu e há agora 332 pessoas nos hospitais portugueses devido à covid-19, menos 14 do que ontem. Já o número de internados em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) aumentou ligeiramente. Estão 88 doentes em UCI, mais dois do que ontem.

Por outro lado, 576 pessoas recuperaram da doença, elevando o total de recuperados desde o início da pandemia para 794.781.

Há agora 23.809 casos ativos de covid-19 no país, menos sete do que ontem, e as autoridades de saúde têm 24.712 contactos em vigilância.

O boletim de hoje traz uma atualização da incidência e do índice de transmissibilidade R(t) no país.

A incidência nacional desceu ligeiramente para 69,3 casos de infeção por 100 mil habitantes. Na última atualização, era de 70,4 casos por 100 mil habitantes. Quando considerado apenas o território continental, a incidência é de 66,5 casos de infeção por 100 mil habitantes e era de 67,3.

Já o R(t) nacional voltou a subir ligeiramente de 0,99 para 1,00. Quando considerado apenas o território continental, o R(t) não sofreu alterações e manteve-se em 1,00.

Consulte aqui o boletim na íntegra.