Internacional

Suíça doa 270 milhões de euros para ajudar países pobres no combate à pandemia

Do total do valor doado, um terço será destinado ao programa COVAX – uma iniciativa da OMS e da Aliança para o Acesso às Vacinas (GAVI) que pretende fornecer vacinas a países de médio e baixo rendimento.


A Suíça irá doar cerca de 270 milhões de euros à plataforma ACT-Accelerator, da Organização Mundial de Saúde (OMS), para facilitar o acesso dos países em desenvolvimento às vacinas, medicamentos e testes de diagnósticos da covid-19, bem como para fortalecer os sistemas de saúde destes países.

"A Suíça tem grande interesse em ver o fim da pandemia de forma rápida e duradoura, mas isso não acontecerá a menos que a sua disseminação seja controlada e o seu impacto reduzido em todo o mundo", lê-se num comunicado do governo suíço.

Esta não é a primeira contribuição da Suíça para a plataforma. Já no ano passado tinha doado cerca de 67 milhões de euros.

"O combate ao vírus constitui um grande desafio para os países em desenvolvimento. Embora tenha havido um progresso considerável no desenho de testes, tratamentos e vacinas, o acesso a estes não é garantido de forma justa e em grande escala", explicaram as autoridades suíças.

Do total do valor doado, um terço será destinado ao programa COVAX – uma iniciativa da OMS e da Aliança para o Acesso às Vacinas (GAVI) que pretende fornecer vacinas a países de médio e baixo rendimento.