Desporto

Ex-jogador do Real Madrid confessa que partilhou pornografia infantil

"Aceito a sanção e peço perdão às vítimas. Terei de viver o resto da minha vida com essa culpa", assinalou o Christoph Metzelder na primeira audiência.


O ex-futebolista internacional alemão Christoph Metzelder admitiu em tribunal ter visto e divulgado fotografias de pornografia infantil, crime pelo qual começou a ser investigado em 2019, quando era treinador na Federação Alemã de Futebol.

Christoph Metzelder foi acusado de posse de pornografia infantil e de ter enviado fotografias a pessoas através da plataforma Whatsapp.

Na primeira audiência do caso, Metzelder assumiu ter visto e partilhado 18 arquivos de caráter pornográfico e pediu perdão pelas suas ações às vítimas. "Aceito a sanção e peço perdão às vítimas. Terei de viver o resto da minha vida com essa culpa", assinalou o ex-jogador.

Caso seja considerado culpado, o antigo jogador do Real Madrid incorrerá numa pena de prisão que pode variar entre os três meses e os cinco anos. Porém, assumindo os atos ilícitos poderá ser condenado a pena suspensa.

Para o advogado do ex-futebolista, Ulrich Sommer, Metzelder “sabe o que fez, sabe que isso pode ser considerado uma falha e que tem de enfrentar as suas responsabilidades", ao garantir que o internacional alemão "está chocado consigo próprio e por ter tido um tipo de vida dupla", mas "não é um pedófilo".

Christoph Metzelder somou 47 internacionalizações na seleção alemã, entre 2011 e 2008, tornando-se vice-campeão mundial em 2002. Viveu a sua carreira maioritariamente na Alemanha, onde serviu Borussia Dortmund e o Schalke 04. Em 2007, partiu para Espanha e até 2010 fez parte do plantel do Real Madrid.

Depois de guardar as botas, em 2013, tornou-se diretor de uma agência de publicidade e de uma fundação com o seu nome, que apadrinha projetos direcionados para crianças e jovens.