Internacional

Indonésia estuda possibilidade de resgatar submarino que afundou com 53 tripulantes

As famílias das vítimas participaram hoje numa cerimónia de homenagem, no local onde o submarino começou a mergulhar pela última vez. Estima-se que os corpos dos 53 membros da tripulação ainda estejam entre os destroços.


A Indonésia anunciou, esta sexta-feira, que está a estudar a possibilidade de resgatar o submarino Nanggala-402, que afundou na semana passada com 53 tripulantes. Segundo as autoridades do país, o navio partiu-se em três bocados e está localizado a uma profundidade de 800 metros abaixo do nível do mar.

Para o resgate será necessário ajuda de dois navios, um deles chinês. O chefe da Marinha da Indonésia, Yudo Margono, revelou que o navio chinês tem um dispositivo magnético de alta potência e balões submarinos que poderiam ser utilizados na missão. Não há, no entanto, uma data para o início da operação.

O submarino da Marinha desapareceu na passada quarta-feira, cerca de 40 minutos depois de submergir ao largo de Bali, enquanto realizava exercícios militares. Foi localizado no domingo e estima-se que os corpos dos 53 membros da tripulação ainda estejam entre os destroços.

As famílias das vítimas participaram hoje numa cerimónia de homenagem, no local onde o submarino começou a mergulhar pela última vez.