Internacional

Praia de Copacabana coberta com 400 sacos pretos, um por cada mil vítimas da covid-19 no Brasil

Foram colocados 400 sacos de plástico pretos na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, para homenagear as 400 mil vítimas mortais da covid-19 no Brasil.


A organização não-governamental (ONG) Rio de Paz colocou, esta sexta-feira, 400 sacos de plástico pretos no areal da praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, como forma de protesto, mas também para homenagear as 400 mil vítimas da covid-19 no Brasil.

"É uma reprodução de uma cena emblemática do momento atual de nossa história", disse à agência espanhola Efe, o presidente da ONG, Antonio Carlos Costa.

O Brasil é um dos países do mundo mais afetados pela pandemia de covid-19, tendo registado mais 14,5 milhões de contágios e 401.186 mortes. É o segundo país do mundo com mais óbitos, depois dos Estados Unidos da América (EUA), e o terceiro no que diz respeito a infeções, também depois dos EUA e da Índia.

"São factos que não foram fabricados pela media e são humilhantes para a nossa democracia. Ficar calado neste momento significa ser cúmplice dos crimes cometidos pela classe dominante brasileira", disse Costa.

“O Governo federal [de Jair Bolsonaro] se equivocou muito desde o início da pandemia, minimizou o poder letal desse vírus, não apresentou ao país um plano nacional e prescreveu medicamentos sem a mínima comprovação científica”, sublinhou