Sociedade

Internados e doentes graves com covid-19 voltam a descer

Há menos 22 pessoas internadas com covid-19 e estão menos cinco infetados nos cuidados intensivos.

Autoridades de saúde revelaram, este sábado, que foram registados dois óbitos e 454 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas em Portugal. O país soma agora 16.976 mortes associadas à doença e um total de 836.947 contágios, desde o início da epidemia.

A região de Lisboa e Vale do Tejo reportou o maior número de novos casos (162), ainda que com uma ligeira diferença em relação ao Norte que confirmou 161 diagnósticos de covid-19. Segue-se o Centro com mais 41 infetados, o Algarve com mais 18 contágios e Alentejo com mais 15. A Madeira soma outras 20 infeções e os Açores 10.

Depois de na sexta-feira não ter ocorrido qualquer morte associada ao SARS-CoV2, pela segunda vez na semana, o boletim da DGS de hoje dá conta de dois óbitos, uma no centro e outra no Algarve.

O número de hospitalizados voltou a descer, estão agora internadas 302 pessoas com covid-19, menos 22 do que no balanço anterior. Os doentes graves nos cuidados intensivos são agora 84, menos cinco do que ontem.

Os dados indicam ainda que mais 639 doentes deixaram de ter a doença ativa, aumentando para 796.477 o total de recuperados desde o início da epidemia em Portugal, em março de 2020.

Atualmente, existem 23.494 casos ativos, menos 187 do que ontem, e as autoridades de saúde têm sob vigilância 24.006 contactos.

A incidência nacional é de 66,9 casos de infeção por 100 000 habitantes e a do continente é de 64,3 casos/mil habitantes.

O R(t) nacional é de 0,98 enquanto o do continente é de 0,98.

Estes dois indicadores mantêm-se iguais aos de ontem, pois a DGS não os atualiza diariamente.

Consulte o boletim na íntegra