Vida

"A Sara sempre foi aquela que teve o maior coração de todos nós"

A Associação Sara Carreira vai atribuir 21 bolsas de estudo a jovens carenciados. 

Tony Carreira anunciou, este domingo, que a família decidiu criar a Associação Sara Carreira em homenagem à jovem cantora, que morreu no passado mês de dezembro. No mesmo dia, o artista e a ex-mulher, Fernanda Antunes, deram a primeira entrevista em conjunto desde a morte da filha para explicarem o projeto.

"A Sara sempre foi aquela que teve o maior coração de todos nós", começou por dizer Tony Carreira, no Jornal da Noite, da SIC, explicando que a associação foi criada para perpetuar a generosidade de Sara.

"Passou a ser a nossa missão, a minha, a da Fernanda e a dos miúdos [Mickael e David]: honrar a memória da Sara e, simplesmente, que as pessoas a recordem como ela era, uma pessoa de uma bondade extrema", acrescentou o cantor sobre o projeto, que vai ajudar na formação de 21 crianças desfavorecidas entre os 12 e os 21 anos, idade em que Sara morreu.

"A associação nasce para ela poder continuar a estar presente, para sempre", disse Fernanda. "Cabe-me a mim tentar ser, um bocadinho, no meio destes miúdos... tentar fazer o legado da minha filha. Porque eu tenho a certeza que ela o iria fazer com os anos", acrescentou.

Tony Carreira aproveitou o momento para agradecer a todas as figuras públicas, mecenas e amigos que ajudaram a família a criar a Associação Sara Carreira.

"Não tínhamos conseguido fazer esta caminhada sem eles, principalmente num momento em que estamos completamente de rastos", confessou, agradecendo também o apoio dado pelos portugueses à família.

Recorde-se que Sara Carreira morreu num acidente de viação no dia 5 de dezembro de 2020.