Sociedade

Efemérides de 4 de Maio

Em 1979, Thatcher (1925-2013), a Dama de Ferro, foi eleita há 42 anos a primeira mulher à frente do Governo britânico.


1460 O navegador português Diogo Gomes (1420-1502) descobriu há 561 anos o arquipélago de Cabo Verde.

1493 O Novo Mundo foi dividido entre Portugal e a Espanha, através da bula papal Inter Caetera, do Papa espanhol Alexandre VI (1431-1503, entronizado em 1492), o polémico Bórgia, antecedendo em cerca de 1 ano o Tratado de Tordesillas, e ao que se diz para satisfazer os seus concidadãos Reis Católicos.

1675 Foi criado há 346 anos o Observatório Real de Greenwich, em Inglaterra, a fim de ajudar a ciência da navegação.

1938 Foi apresentada há 83 anos a reforma da Ditadura Nacional do ensino na Assembleia, defendendo “o ideal prático e cristão de ensinar bem a ler, escrever e contar”, sem o “estéril enciclopedismo, fatal para a saúde moral da criança”.

1961 Astérix, o irredutível guerreiro gaulês, apareceu pela primeira vez em Portugal nas páginas da revista Foguetão, há 60 anos, surgindo o 1º álbum “Astérix, o Gaulês”, em 1967.

1979 Thatcher (1925-2013), a Dama de Ferro, foi eleita há 42 anos a primeira mulher à frente do Governo britânico.

1987 Foi formalizada, em Lisboa, há 34 anos, a Coligação Democrática Eleitoral (CDU), constituída e dominada pelo PCP, com Os Verdes e independentes.

1993 Os jornalistas portugueses aprovaram há 28 anos, no último Governo de Cavaco Silva, o seu Código Deontológico.

2000 O vírus informático I love you paralisou há 21 anos sistemas de comunicações em todo o mundo.

2002 Foi inaugurada há 19 anos a nova ponte Hintze Ribeiro, entre Castelo de Paiva e Entre-os-Rios, depois de a anterior, construída entre 1884-88, ter colapsado em Março de 2001, arrastando para a morte 59 passageiros de uma camioneta e de mais 3 carros, o que provocou então a demissão do malogrado ex-ministro Jorge Coelho.

2006 Anúncio há 15 anos do acesso gratuito ao Diário da República, via Internet, a partir de 1 de Julho seguinte.

2018 A Academia Sueca anunciou há 2 anos renunciar a entregar o Nobel da Literatura desse ano, por causa do escândalo de inconfidências públicas e supostos abusos sexuais vinculados à Academia.

2020 Vários líderes mundiais, excluindo Putin da Rússia e Trump dos EUA, garantiram há 1 ano uma contribuição total de 8 biliões de dólares para se descobrir uma vacina e tratamentos para o Covid 19.