Desporto

Troca portuguesa na AS Roma: Sai Fonseca, entra Mourinho

No mesmo dia em que a AS Roma anunciou a saída de Paulo Fonseca dos comandos técnicos, o clube nomeou José Mourinho como o seu sucessor, a partir da próxima temporada.

Tem sido uma manhã agitada para a AS Roma. Primeiro, o anúncio da demissão de Paulo Fonseca deixou os romanos sem técnico, pelo menos a partir do início da próxima temporada.

A falta de mestre, no entanto, durou pouco, com o clube a anunciar a chegada de José Mourinho, que recentemente deixou o Tottenham Hotspur, para tomar as rédeas do clube da capital italiana a partir de junho, quando acaba o contrato de Paulo Fonseca.

O 'Special One' já prestou declarações para as plataformas oficiais do clube italiano e mostrou-se grato pela oportunidade, quase duas semanas depois de abandonar o emblema inglês. 

"Agradeço à família Friedkin por me escolher para liderar este grande clube e por fazer de mim parte da sua visão. Após comparar-me a mim mesmo com os proprietários e com Tiago Pinto, percebi imediatamente quão elevadas são as expetativas deste clube", pode ler-se no início da nota. 

"Esta ambição e esta vontade são as mesmas que sempre me motivaram, e, juntos, queremos construir um caminho vencedor nos próximos anos. A paixão incrível dos adeptos da AS Roma convenceu-me a aceitar este emprego, e mal posso esperar por começar", afirmou o técnico português.

José Mourinho também deixou uma palavra para Paulo Fonseca: "Desejo-lhe a melhor das sortes e peço à comunicação social que perceba que apenas irei prestar declarações no devido momento. Daje Roma!".

Mourinho é uma cara conhecida em Itália, onde treinou o Inter de Milão entre 2008 e 2010, com quem conquistou dois títulos da Série A italiana, uma Taça de Itália, uma Supertaça de Itália e a Liga dos Campeões, em 2010.