Internacional

Governo alemão proíbe organização humanitária muçulmana por alegado apoio a terrorismo

Mais de mil policiais confiscaram 150 mil euros em rugas. 


O Governo alemão proibiu, esta quarta-feira, a atividade de uma organização muçulmana que foi acusada de apoiar o terrorismo a nível mundial através da angariação de doações, informou o Ministério do Interior.

A polícia realizou buscas em edifícios que pertencem à Ansaar Internacional em dez estados alemães, indicou o Ministério do Interior do Governo de Berlim. 150 mil euros foram confiscados nas rusgas realizadas por mais de mil polícias.

O Ministério defende que o dinheiro que a organização obtém para supostos projetos de ajuda é enviado para os grupos radicais Nusra Front, associados à Al Qaeda, na Síria, ao Hamas na Palestina ou ao al-Shabab na Somália.

Segundo o ministro do Interior, Horst Seehofer, a Ansaar Internacional dissemina “visões salafistas do mundo”, ao financiar o terror no mundo sob uma máscara de ajuda humanitária.