Politica

PSD aposta em caras da TV para os arredores de Lisboa

No assalto às autárquicas, o PSD recorreu a mais uma cara conhecida da televisão. Marco Pina, comentador de arbitragem da CMTV, é o candidato a Odivelas.

Há perto de um mês, a nomeação de Suzana Garcia como candidata do PSD_à autarquia da Amadora surgiu como um choque sísmico na Área Metropolitana de Lisboa. Entretanto, a advogada conquistou também o apoio da concelhia do CDS e agora uma nova cara conhecida do mundo televisivo nacional acaba de se juntar às cores do PSD para se lançar à corrida eleitoral no concelho de Odivelas. O escolhido pelos sociais-democratas é Marco Pina, antigo árbitro de futebol e atual comentador desportivo no canal CMTV – onde, aliás, também André Ventura adquiriu a notoriedade, antes da entrada na política. Vereador pelo PSD, Pina surge agora como cabeça de lista de uma candidatura à autarquia de Odivelas que engloba sete partidos diferentes: PSD, CDS-PP, Aliança, MPT, PDR, PPM e RIR.

Como se a figura de Marco Pina não fosse suficientemente conhecida, marcando presença assídua nos programas de comentário futebolístico do canal de televisão do Correio da Manhã, o candidato lançou um vídeo promocional da sua campanha, onde se vê rodeado do jet set de celebridades do país, que vão do mundo do futebol às figuras mais conhecidas do partido, incluindo também outras caras conhecidas da televisão, como a apresentadora Maya.

Limitado pelas restrições impostas pelo combate à pandemia da covid-19, o candidato decidiu recorrer em vídeo aos eleitores, acompanhado de Paulo Futre e José Calado, bem como de figuras do PSD como Carlos Carreiras (presidente da Câmara Municipal de Cascais), Carlos Moedas (candidato à Câmara Municipal de Lisboa), Ricardo Batista Leite (deputado social-democrata e também ele comentador da CMTV) e Ângelo Pereira (presidente da distrital do PSD de Lisboa).

 

Suzana garcia e o mundo da política

A candidata à autarquia da Amadora, advogada de profissão, que muitas vezes é associada ao Chega – apesar de não ser militante, nem mostrar qualquer ligação direta ao partido – é presença assídua nos programas da TVI, desde o Você na TV até ao Goucha, onde, recentemente, admitiu ao apresentador querer que tanto o Bloco de Esquerda como o Chega fossem “exterminados”, e foi a protagonista de uma das candidaturas mais polémicas do PSD nestas eleições autárquicas. A advogada é conhecida na esfera pública pelas suas opiniões polémicas sobre temas como a castração química e racismo, que veiculou ao longo dos seus anos na televisão nacional, desde a sua chegada ao programa SOS 24, da TVI, em 2016, e que têm criado grande polémica no seio do Partido Social Democrata, com muitas críticas diretas. Pacheco Pereira, por exemplo, declarou que a escolha era “um erro que se vai voltar contra o PSD”.