Internacional

Jornalista afegão assassinado após ameaça dos talibãs à comunicação social

É o quinto jornalista a ser assassinado no país só este ano.

Nemat Rawan, jornalista afegão e antigo apresentador do conhecido programa da televisão afegã Tolo News, foi assassinado, esta quinta-feira, em Kandahar.

A morte do jornalista – que fazia parte, desde o mês passado, do gabinete de comunicação do Ministério das Finanças – surge um dia após os talibãs terem ameaçado a comunicação social. É o quinto jornalista a ser assassinado no país só este ano, segundo a Aljazeera.

Segundo o porta-voz da polícia de Kandahar, Jamal Nasir Barekzai, Rawan “foi assassinado por atiradores profissionais”.

Apesar de o ataque ainda não ter sido reivindicado, as autoridades acreditam que foi levado a cabo pelos talibãs. Ainda na quarta-feira, um porta-voz dos talibãs avisou que os media seriam “responsabilizados” se fizessem uma “cobertura tendenciosa” da atualidade.