Internacional

UE vai receber 900 milhões de vacinas da BioNTech/Pfizer

A Comissão Europeia também poderá adquirir mais 900 milhões como opção no contrato.

Notícia atualizada às 13h26

A Comissão Europeia (CE) assinou mais um contrato para compra de 900 milhões de vacinas da BioNTech/Pfizer, com a opção de adquirir mais 900 milhões. O contrato prevê entregas de vacinas até 2023. 

A presidente da CE, Ursula von der Leyen, recorreu ao Twitter para anunciar o novo contrato, acrescentando que brevemente serão anunciados outros contratos com outras farmacêuticas. 

De referir que o novo contrato não sustenta apenas a produção de vacinas, mas também garante que todos os componentes essenciais para as vacinas provenham da UE. 

Segundo Ursula von der Leyen, "a vacinação avança bem", citada pela Associated Press, ao informar que a UE está a preparar-se agora para "uma nova etapa de resposta" à pandemia de covid-19. 

As novas doses servirão, principalmente, para proteger a população contra as novas variantes e também para vacinar crianças e adolescentes. 

De mencionar que este contrato é o terceiro celebrado entre a UE e a parceria BioNTech/Pfizer.