Sociedade

Efemérides de 10 de maio

1958. Humberto Delgado, candidato da Oposição Democrática à Presidência Portuguesa, numa conferência de imprensa no Café Chave d'Ouro, em Lisboa, pronunciou há 63 anos a célebre frase "Obviamente, demito-o", referindo-se a Salazar, então presidente do Conselho de Ministros.

1750 O médico português alentejano e iluminista João Mendes Sachetti Barbosa (1714-74), de origens humildes, foi eleito há 271 anos membro da Real Sociedade de Londres, que desde 1662 se dedica à divulgação do conhecimento científico.

1919 Foi promulgada há 102 anos, na I República (Governo de Domingos Pereira, 1882-1956), a Lei das Águas que passou a gerir os recursos hídricos nacionais.

1933 As forças militarizadas do partido nazi de Hitler, as SA, desmascarando completamente o novo regime, queimaram há 88 anos, em toda a Alemanha, obras dos autores proibidos pelo regime, que iam de Goethe a Heinrich Heine, Holderlin, Thomas Mann ou Shakespeare.

1958 Humberto Delgado, candidato da Oposição Democrática à Presidência Portuguesa, numa conferência de imprensa no Café Chave d'Ouro, em Lisboa, pronunciou há 63 anos a célebre frase "Obviamente, demito-o", referindo-se a Salazar, então presidente do Conselho de Ministros.

1972 José Afonso (1929-87) interpretou pela primeira vez em público há 49 anos a sua canção Grândola Vila Morena (celebrizada pelo 25 de Abril), em Santiago de Compostela (cidade espanhola que atribuiu o nome do cantor a um parque seu em 2009).

1981 O socialista François Mittarrand (1916-96) foi eleito há 40 anos Presoidente de França, vindo c cumprir 2 mandatos de 7 anos.

1990 Foi aprovada há 31 anos (Governo Cavaco Silva) a proposta de Lei que estabeleceu a extinção da Reforma Agrária.

1997 O computador da IBM Deep Blue venceu há 24 anos o então campeão mundial de xadrez, o russo Garry Kasparov (n.1963).

2005 Inaugurou-se em Berlim, há 16 anos (final do governo social-democrata-liberal de Gerard Schroder, n.1944, chanceler entre 98-2005), o Memorial do Holocausto em homenagem aos seis milhões de judeus assassinados pelo regime nazi.

2015 O ex-Presidente cubano, Raúl Castro (n.1931, em funções, como sucessor do irmão Fidel, entre 2008-18), elogiou há 6 anos, ainda em funções no Governo (que só terminariam este ano) o actual e já então Papa Francisco (n.1936, entronizado em 2013), no Vaticano.

2017 Os eurodeputados que vieram a Portugal há 2 anos fazer audições no âmbito da Comissão de Inquérito aos “Panama Papers” queriam ouvir Paulo Portas, mas o CDS rejeitou essa possibilidade.

2018 Na Somália, há 3 anos, uma mulher foi apedrejada até à morte por ter 11 maridos, quando a lei islâmica não permite a poliandria, mas os homens podem ter até quatro (só 4) mulheres ao mesmo tempo.

2020 A Johns Hopkins declarou há 1 ano (ainda a procissão ia no adro, como se costuma dizer) que os casos confirmados mundiais de COVID-19 subiram para mais de 4 milhões, com número de mortos acima de 270 mil.