Politica

Marcelo anuncia fim das cercas sanitárias em Odemira a partir da meia-noite

Em declarações aos jornalistas, o Presidente da República informou que Costa também fez dois acordos durante a visita a Odemira. 


A cerca sanitária nas duas freguesias de Odemira vai ser levantada às 00h00 desta quarta-feira, anunciou Marcelo Rebelo de Sousa. 

“Fui informado pelo senhor primeiro-ministro de que, assim sendo, seria levantada a cerca sanitária de imediato, hoje mesmo. O que significa que acabou por fazer caminho uma solução de que se falou há uns dias, que era uma situação que permitisse ultrapassar, por um lado, as questões jurídicas e, por outro lado, as questões pessoais e sociais", explicou Marcelo Rebelo de Sousa durante a visita a uma instituição de solidariedade social em Melgaço.

Em declarações aos jornalistas, o Presidente da República informou que o primeiro-ministro, António Costa, fez dois acordos: um para solucionar o problema do alojamento de trabalhadores temporários com caráter imediato, e outro, com a autarquia de Odemira, para converter a situação temporária para uma situação mais definitiva no futuro, através de fundos europeus.

Marcelo garantiu que a visita de António Costa a Odemira não tem qualquer relação com as declarações que tinha feito esta manhã de terça-feira, uma vez que a visita a este concelho foi uma alteração de última hora à agenda oficial do primeiro-ministro.

O Presidente da República afirmou, esta terça-feira em Caminha, que é preciso retirar "muitas consequências políticas" do caso dos imigrantes de Odemira.

Recorde-se que as freguesias de Longueira-Almograve e São Teotónio estiveram fechados com a cerca sanitária durante 12 dias, desde 29 de abril.