Cultura

Encontrada cidade da Idade do Bronze no fundo de um lago na Suíça

A descoberta desta cidade pré-histórica com mais de três mil anos, foi feita na cidade de Lucerna numa zona coberta de água. Os arqueólogos revelam que a investigação ainda está no início. 

No final de 2019, os operadores que trabalhavam na ampliação do porto de Lucerna, na Suíça, encontraram algo inesperado. Enquanto tentava colocar um cano no fundo do lago, foram agradavelmente surpreendidos por restos de objetos antigos. Resolveram então, parar a dragagem (limpeza, desassoreamento, alargamento, desobstrução, remoção, derrocamento ou escavação de material do fundo de rios, lagoas, mares, baías e canais), e contactar as autoridades. 

Algumas semanas depois uma equipa de arqueólogos subaquáticos, começaram uma investigação e confirmaram que, neste local, existiu uma cidade pré-histórica que remonta à Idade do Bronze. Agora, os investigadores confirmam que, apesar da cidade ter sido fundada há 800 anos, contém diversas construções que são muito mais antigas, datando do século XX ou até do século VIII.

Os arqueólogos conseguiram reunir cinco peças de cerâmica e 30 postes de madeira que, segundo estes, serviram como pilares para a instalação de casas.

Construir casas em postes de madeira era normal na área alpina. Na verdade, há 10 anos atrás, alguns exemplos dessas construções foram reconhecidos como patrimônio mundial pela UNESCO. Existem 111 assentamentos semelhantes documentados, dos quais metade, 56, estão na Suíça.

Jürg Manser, chefe da Conservação e Arqueologia dos Monumentos do Cantão, reconheceu à National Geographic que "é a primeira vez, depois de 30 anos de pesquisa, que conseguimos provar que a cidade de Lucerna tem um assentamento predecessor da Idade do Bronze", revelou.

O arqueólogo Andreas Mäder, que participou da descoberta, deixou claro que esses vestígios são pré-históricos: “A madeira é muito macia por fora e dura por dentro, algo muito típico dos postes pré-históricos”, admitiu. 

Os especialistas esclareceram ainda que o vilarejo teria sido submerso pois antigamente o nível da água do lago era bem mais baixo. 

O aumento gradual foi causado por uma mistura de fatores naturais e interferências humanas, como a ocorrência de tempestades e a construção da barragem da usina hidrelétrica presente na cidade sueca.

“Essas novas descobertas na bacia do lago Lucerna confirmam que as pessoas se estabeleceram aqui há cerca de três mil anos. Assim, a cidade de Lucerna repentinamente tornou-se cerca de dois mil anos mais velha do que foi comprovado anteriormente”, escreveu o porta-voz do grupo de arqueólogos. 

Esse elo perdido da História da cidade ajuda também a elucidar a grande pergunta de quando é que a região passou a ser habitada. 

A exploração desta aldeia perdida está apenas no início e os arqueólogos supõem que serão feitas outras descobertas no local à medida que a pesquisa continua.