Cultura

A Casa Batlló reabre portas com uma experiência imersiva na mente de Gaudí

Esta inovação permite aos visitantes uma viagem imersiva na mente de Gaudí, através da observação de como o arquiteto interpretou as formas e estruturas da natureza incorporando-as na sua obra.


A Casa Batlló reabriu as suas portas no dia 14 de maio, de uma forma mágica: através de uma experiência imersiva apelidada de '10D Experience', o objetivo é surpreender e oferecer aos visitantes uma experiência que se estende aos cinco sentidos e que mergulha na mente de Antoni Gaudí.

Inteligência artificial e realidade aumentada fazem desta proposta. Um 'show' multissensorial composto por projeções volumétricas, som binaural, sensores de movimento e espaços imersivos. 

Segundo os responsáveis do espaço, em todas as experiências o visitante perceberá como é que o seu paladar e olfato são 'ativados' por sensações "nunca antes experimentadas". A '10D Experience' tem dois mil metros quadrados e conta  com duas novas salas imersivas: a 'Gaudí Dôme', com uma cúpula de mais de mil telas, 21 canais de áudio e um 'mapeamento' que mostra a origem da inspiração do gênio, criação de Miguel Alonso; e o 'Gaudí Cube', um cubo de LED de seis lados com o trabalho do artista digital Refik Anadol.

Além disso, as paredes da Casa Batlló estão decoradas com "quadros mágicos", de aparência estática, que “ganham vida” quando os visitantes se aproximam. Tudo isto é possível graças aos microssensores de movimento que ativam produções cinematográficas que recriam o passado da família e a história da Casa Batlló.