Internacional

Vacinas Pfizer e AstraZeneca são eficazes contra variante detetada na Índia

AstraZeneca leva mais tempo para atingir a sua eficácia máxima.


As vacinas da Pfizer e da AstraZeneca são quase tão eficazes contra a variante do coronavírus detetada na Índia como contra a variante descoberta no Reino Unido, concluiu um estudo divulgado, no sábado, pela direção-geral de saúde inglesa.

De acordo com o estudo da Public Health England (PHE), realizado entre 5 de abril e 16 de maio, a fórmula da Pfizer foi 88% eficaz contra a doença sintomática causada pela mutação detetada na Índia duas semanas após a segunda dose, já na variante identificada no Reino Unido a eficácia foi de 93%.

No caso da AstraZeneca/Universidade de Oxford, a vacina foi 60% eficaz contra a variante detetada na Índia, em comparação com 66% da variante descoberta no Reino Unido (variante de Kent).

Segundo o estudo, a vacina da AstraZeneca leva mais tempo para atingir a sua eficácia máxima.