Economia

Trabalhar em casa. 16% dos portugueses dizem que esta foi a principal mudança de 2020

Mudar de casa ou começar a treinar em casa foram ainda algumas das mudanças mais apontadas, revela o Imovirtual.


Ter começado a trabalhar a partir de casa foi a principal mudança do ano 2020 para 16% dos portugueses. Por outro lado, 14% apontou o mudar de casa e 10% indica ter começado a treinar em casa. Estes são alguns dos principais resultados da campanha digital “Nossa casa, Nosso mundo”, do Imovirtual que procurou saber quais as principais mudanças que os portugueses efetuaram nas suas casas em ano de pandemia.

Além destas conclusões, 10% apontou que a principal mudança foi ter “mais tempo em família”, 9% escolheu “relaxar em casa” e outros 9% apontaram “mais espaço verde em casa”. Já os menos votados foram “espaço para as crianças” (3%) e “estudar em casa” (4%).

“Estes dados são interessantes para percebermos as reais mudanças que a covid-19 trouxe à vida e, mais concretamente, às casas dos portugueses. A escolha recaiu mais por uma mudança efetiva de casa, para um espaço maior e com outras condições, já que se passou a valorizar este espaço de uma maneira totalmente diferente do que até aqui”, defendeu Sylvia Bozzo, Brand Manager do Imovirtual.