Cultura

Emitido mandado de prisão para Marilyn Manson

O cantor está acusado de dois crimes de agressão contra um repórter de imagem durante um concerto.


A polícia de Gilford, do estado norte-americano de New Hampshire, emitiu um mandado de prisão para Marilyn Manson. Em causa estão duas acusações de agressão contra um repórter de imagem durante um concerto.

O caso remonta a 18 de agosto de 2019, quando o artista terá agredido e cuspido na direção de um repórter de imagem que estava no fosso de fotógrafos de um concerto seu no Bank of New Hampshire Pavilion.

Segundo as acusações, publicadas na página de Facebook da polícia, o músico e o seu advogado “sabem da existência desta ordem há algum tempo”, mas Manson ainda não regressou àquele estado desde o incidente.

Marilyn Manson enfrenta uma pena de até um ano de prisão e uma multa no valor de dois mil euros, caso venha a ser considerado culpado.

De realçar que o artista foi acusado, no início do ano, por várias mulheres, entre as quais a atriz norte-americana e sua ex-namorada Evan Rachel Wood, de abusos sexuais, manipulação, assédio sexual, maus-tratos e ameaças.