Sociedade

Homem asfixia mulher até à morte em Gaia e diz à família que se tratou de uma queda

PJ alertada para possível homicídio por peritos do Instituto de Medicina Legal que detetaram sinais de agressão no cadáver da vítima.


A Polícia Judiciária deteve, na quarta-feira, um homem, de 79 anos, sob suspeita de ter assassinado a mulher, de 78, na casa onde residiam, em Valadares, Vila Nova de Gaia.

O agressor “aparentemente por motivo fútil, terá agredido e asfixiado a vítima, com quem era casado”, informa a Polícia Judiciária em comunicado.

O homem alertou os familiares da mulher para a morte dela, mas alegou ter-se tratado do resultado de uma queda acidental.

A situação só chegou ao conhecimento da Polícia Judiciária na terça-feira, depois de peritos da Delegação do Norte do Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses, terem alertado para os sinais de agressão que detetaram no cadáver de uma mulher, de 78 anos, que dera entrada naquela delegação, alegadamente, vítima de queda acidental.

Da investigação, então levada a cabo pelas autoridades, foi possível concluir que a vítima tinha sido agredida e asfixiada pelo marido, agora detido.

O homem, sem antecedentes criminais, será presente em breve às autoridades judiciais para o primeiro interrogatório judicial e para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.