Internacional

Príncipe Philip incluiu três dos seus funcionários no seu testamento

Segundo fonte do palácio, a herança será também distribuída pelos netos, incluindo o príncipe Harry, apesar das recentes críticas do duque de Sussex à sua família. 

O príncipe Philip incluiu três dos seus funcionários no seu testamento, avaliado em cerca de 30 milhões de libras (34 milhões de euros), avança o jornal britânico The Sun. A Rainha Isabel II será a maior beneficiária do testamento do monarca, que morreu no mês passado aos 99 anos.

Segundo fonte do palácio, a herança será também distribuída pelos netos, incluindo o príncipe Harry, apesar das recentes críticas do duque de Sussex à sua família. No entanto, a maior surpresa do testamento vai ser para três dos seus funcionários.

“Ao contrário de outros membros da realeza, o príncipe Philip será generoso com três pessoas que cuidaram dele”, revelou fonte ao jornal.

"Isto incluí o seu secretário pessoal, Brigadier Archie Miller Bakewell, o seu pajem, William Henderson, e o seu empregado particular, Stephen Niedojadlo", acrescenta.

Sobre o facto de o príncipe Harry estar incluído no testamento, a fonte refere que Philip “não era do tipo de pessoa que castiga um neto”.

“Philip não era o tipo de pessoa que castiga um neto por mau comportamento. Ele era um homem muito justo, imparcial e amável. Nunca guardou rancor”, disse.

Os quatro filhos – o príncipe Charles, a princesa Anne, o príncipe Edward e o príncipe Edward – podem “ficar com o que quiserem” da coleção de livros do duque de Edimburgo.

Um porta-voz oficial do Palácio de Buckingham não confirmou nem negou a distribuição da herança.